Conectado por

Diversão

Copa do Mundo do Qatar: Analisando os adversários do Brasil no Grupo G


Compartilhe:

Publicado por

em

Como sempre em um ano de Copa do Mundo, todos estão começando a questionar se veremos o Brasil se destacar no Qatar. O torneio deste ano, que foi transferido para o verão pela primeira vez, marca exatamente 20 anos desde que a Seleção derrotou a Alemanha por 2×0 em Yokohama para ganhar sua sexta estrela com a famosa camisa amarela.

Poucos teriam previsto que o Brasil passaria pelo menos mais duas décadas sem conseguir de novo aquele famoso troféu de ouro – não menos importante o Betfair casa de apostas esportivas – mas a realidade é que a nação samba ainda não chegou nem perto, pois os países europeus começaram a dominar o processo – ganhando as últimas quatro renovações e nem mesmo dando a um país de fora do continente um cheiro na Rússia após as quartas de final.

O Brasil está fortemente previsto para acabar com a seca da Copa do Mundo este ano, mas eles precisam dar um passo de cada vez – começando com as fases de grupos. É um grupo que eles devem vencer com relativa facilidade, mas vamos avaliar seus três adversários de qualquer maneira.

Sérvia

O primeiro para o Brasil é a Sérvia. Atualmente classificado em 25º lugar pela FIFA, os europeus do sudeste europeu são inimigos familiares da Seleção – já que os dois se enfrentaram sete vezes no torneio, inclusive na fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, que o Brasil venceu por 2×0 na Rússia graças aos gols de Paulinho e Thiago Silva em ambos os lados.

A equipe de Tite deverá vencer o jogo de abertura do Grupo G no Estádio Lusail Iconic, mas a Sérvia não vai dar um passeio no parque. A equipe do Dragan Stojković venceu seu grupo das eliminatórias para a Copa do Mundo, que incluía Portugal, invicto e ostenta alguns bons jogadores – incluindo Sergej Milinković-Savić, Aleksandar Mitrović e Juventus prodigy Dušan Vlahović.

Suíça

Outro lado que o Brasil enfrentou na Rússia há quatro anos atrás, a Suíça proporcionou uma dura competição pela Seleção na fase de grupos – Steven Zuber empatando para os suíços depois que Philippe Coutinho havia dado a liderança ao lado de Tite. Essa foi a primeira vez desde 1978 que o Brasil não conseguiu vencer sua partida de abertura da Copa do Mundo.

A dupla também empatou na competição em 1950, que terminou em 2-2, e Tite já afirmou que esta será uma partida difícil para seus jogadores.

A Suíça também encabeçou seu grupo de classificação para a Copa do Mundo invicta, conquistando a primeira colocação da campeã européia Itália e cedendo apenas duas vezes em oito jogos – provando ser uma unidade difícil de ser quebrada.

Camarões

Outro lado que sentiu a ira do Brasil em uma recente Copa do Mundo, Camarões recebeu uma surra de 4-1 na edição de 2014 do torneio – Fred, Fernandinho e uma dupla Neymar garantindo aos 72.000 torcedores dentro do Estádio Nacional de Brasília algo para comemorar em casa.

A Seleção também derrotou Camarões por 3×0 no caminho para seu quarto sucesso na Copa do Mundo nos EUA em 1994, o que poderia ser um bom presságio. No entanto, eles impressionaram nas eliminatórias – ganhando cinco de suas seis partidas e concedendo apenas três vezes ao vencerem o Grupo D, à frente da Costa do Marfim, Moçambique e Malaui. Serão três jogos relativamente difíceis para o Brasil.

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento