Conectado por

Agronegócios

Calor extremo ameaça safra dos EUA


Compartilhe:

Publicado por

em

A grande área produtiva rural dos Estados Unidos vai sofrer com risco de calor extremo a partir da metade da próxima semana, na quarta-feira, dia 3 de agosto. A previsão do tempo feita pelo NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional) e o CPC (Centro de Previsão Climática) norte-americanos indicam temperaturas altas numa área que vai desde as grandes planícies até o estado do Texas, ao Sul dos EUA.

Segundo informe dos analistas de mercado da Consultoria AgResource Brasil, o calor vai abrasar “o Meio-Leste dos EUA e Estados do Meio-Sul e no leste até 9 de agosto. O calor mais intenso é do meio para o final da próxima semana em Dakota do Sul e Nebraska, onde a temperatura máxima se aproxima de 43º C”.

De acordo com os especialistas, o Meio Oeste dos Estados Unidos registrou o período “mais quente do verão até agora, com baixas generalizadas de 37º C, provavelmente chegando a 40º C em Iowa no final da próxima semana. Altas na baixa de 37º C são esperadas na região Delta, enquanto Texas atinge facilmente 40º C com alguns lufares se aproximando de 43º C”.

“No leste, 35º C a 37º C são esperados com 37º C baixos centrados na Virgínia. A previsão de probabilidade de temperatura da NOAA para 8 a 14 dias a partir de agora destaca o alto risco de calor extremo no centro nos Estados do Meio Oeste, O conjunto de mega aglomerados identifica a posição mais provável do sistema titânico de nível superior conduzindo o calor anômalo sobre a região dos Grandes Lagos. Em 15 dias, o conjunto de mega aglomerados projeta o padrão de crista para permanecer no local centrado em Wisconsin”, concluem.

Agrolink

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento