Conectado por

Economia

Caixa reduz juros para compra da casa própria com FGTS; saiba regras


Compartilhe:

Publicado por

em

Caixa Econômica Federal ampliou o financiamento da casa própria para até 80% do valor do imóvel, e anunciou a redução das taxas de juros em caso de aquisição por meio de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

As novas taxas partem de 7,66% para imóveis de até R$ 350 mil, com queda de um ponto percentual em relação ao que era cobrado anteriormente. No caso de propriedades entre R$ 350 mil e R$ 1,5 milhão, o valor foi ajustado para TR + 8,16% ao ano, uma redução de 0,5%.

Podem solicitar o financiamento com os novos índices de juros apenas proponentes que se enquadrem na modalidade pró-cotista e contratem o crédito até 31 de dezembro deste ano.

A modalidade pró-cotista não estabelece limite de renda familiar. O parcelamento mínimo é de 60 meses (5 anos), e pode chegar a 240 meses (20 anos) na tabela Price ou a 360 meses (30 anos) no sistema SAC (Sistema de Amortização Constante).

O banco estatal também anunciou a ampliação da faixa de renda para financiamento por meio do programa Casa Verde Amarela com recursos do FGTS. Passam a ter acesso famílias com renda de até R$ 8 mil, com taxa de juros até 7,16% ao ano. Antes, poderiam participar apenas cidadãos com até R$ 7 mil de renda familiar.

De acordo com a Caixa, os subsídios para aquisição dos imóveis são concedidos de acordo com a renda, capacidade de pagamento e especificidades da população de cada região.

Em 2021, cerca de 350 mil famílias se beneficiaram do programa Casa Verde Amarela, por meio de financiamento com recursos do FGTS.

Metropoles

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento