Conectado por

Esporte

Bolsonaro diz negociar construção do estádio do Flamengo: ‘Vamos atender o clube’


Compartilhe:

Publicado por

em

O futuro estádio do Flamengo, desejo da diretoria e da torcida, ganhou novo aliado nesta segunda-feira: o presidente da República, Jair Bolsonaro. Durante discurso em fórum do agronegócio, Bolsonaro afirmou que articula, junto à Caixa Econômica Federal e ao Exército Brasileiro, a construção do estádio no Gasômetro, no centro do Rio de Janeiro.

O clube tem o interesse em construir no local, mas precisar negociar junto à Caixa, que detém a posse do local, para tornar possível a alocação do terreno. Para isso, Bolsonaro surge como intermediário no projeto, um dia após anunciar oficialmente sua candidatura à reeleição para a presidência da República.

“Agora há pouco, conversei com ela (Daniela Marques, presidente da Caixa Econômica Federal). ‘Dani, como está aí a negociação do terreno da Caixa, que é o Gasômetro do Rio, para o Flamengo, que quer construir seu estádio de futebol?'”, afirmou o presidente, durante a cerimônia de abertura do Global Agribusiness Forum 2022, em São Paulo.

Além das conversas com Daniela Marques, Bolsonaro revelou que também articula, “sem intermediários”, com o alto comando do Exército Brasileiro a respeito do estádio. Próximo à região do Gasômetro localiza-se o 1º Batalhão de Guardas – Batalhão do Imperador – e, segundo o presidente, pode colocar o terreno do quartel militar à disposição do clube.

“Liguei há pouco para o comando do Exército Brasileiro, que vizinho ao gasômetro tem um quartel do Exército. Se for o caso, entra no pacote (de construção do Estádio), vamos atender o Flamengo. O estudo de viabilidade está bastante avançado. O nosso do Exército começa agora, sem intermediários”, afirmou.

O Gasômetro fica no centro da cidade do Rio de Janeiro e é o local preferido da atual diretoria do Flamengo para a construção do seu estádio. O clube também estudou terrenos em outras áreas, como em Deodoro e na Barra da Tijuca, ambos na Zona Oeste, mas as condições não agradaram. A equipe rubro-negra manda seus jogos no Maracanã, assim como o rival Fluminense. Ambos já entraram tiveram imbróglio jurídico com o Vasco neste ano, que também quer realizar partidas no local, apesar de ter São Januário como estádio próprio.

Noticias ao Minuto

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento