Conectado por

Agronegócios

Armazenar milho a céu aberto traz prejuízos


Compartilhe:

Publicado por

em

Colher os grãos e deixar a céu aberto é um risco para o produtor, segundo afirmou o Diretor de pesquisas da Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Rio Verde (Fundação Rio Verde), Fábio Pittelkow. A armazenagem é de extrema importância para manter a qualidade do produto pós-colheita e não perder o rendimento adquirido na lavoura, segundo ele.

Nesse cenário, ele explica que a falta de locais adequados para armazenamento pode provocar prejuízos aos produtores, levando até a perda de carga. Ficar exposto a temperaturas elevadas, a possibilidade de chuvas e sem o controle de insetos acarreta a perda da qualidade dos grãos.

“Entretanto, não se tem uma alternativa no momento que consiga suprir a demanda de estocagem em função do volume de grãos que chegam das lavouras. O ideal é o produtor delimitar o local para evitar escoamento dos grãos para todo pátio; acondicionar somente grãos com baixa umidade para fora do armazém; verificar temperatura para evitar fermentação do grão e se preparar para possibilidade de pancadas de chuvas esparsas e inesperadas”, orienta o pesquisador.

Uma das soluções seria armazenar em silo vedado. “O produtor pode acondicionar também em silo bolsa direto na lavoura, por um período de tempo menor até sua venda ou entrega no armazém, com controle de temperatura e umidade do grão para manutenção da qualidade do grão”, explicou Fábio Pittelkow.

“Esse cenário poderá acarretar aumento acentuado nas taxas de armazenagens, devido a lei de oferta e procura. Neste sentido, devido a necessidade de investimento financeiro, recomendamos aos produtores rurais a se planejarem com projetos que atendam a sua necessidade de armazenagem, para que tendo oportunidade de crédito esteja preparado”, orientou.

Agrolink

Publicidade
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento