Conectado por

Rondônia

Após prender sete pessoas por extrair madeira em Terra Indígena, PF inutiliza material usado nos crimes ambientais em RO


Compartilhe:

Publicado por

em

Equipamentos utilizados em crimes ambientais, principalmente na extração ilegal de madeira, foram inutilizados pela Polícia Federal (PF) nesta sexta-feira (15) durante operação na Terra Indígena (TI) Tubarão Latundê, localizada em Chupinguaia (RO), região sul do estado.

De acordo com a PF, as investigações sobre o esquema de extração de recursos naturais, dentro da TI, começaram a partir da prisão em flagrante de sete pessoas que estavam retirando a madeira ilegalmente na área.

Os agentes descobriram um esquema em que os suspeitos retiravam a madeira ilegalmente e transportavam para fora da área de preservação. O caso deve continuar sendo investigado pela delegacia da Polícia Federal em Vilhena (RO).

PF inutiliza produtos utilizados em extração ilegal de madeira em RO — Foto: PF/Divulgação

PF inutiliza produtos utilizados em extração ilegal de madeira em RO — Foto: PF/Divulgação

Madeiras eram extraída ilegalmente em TI e transportadas — Foto: PF/Divulgação

Madeiras eram extraída ilegalmente em TI e transportadas — Foto: PF/Divulgação

TI Tubarão Latundê

 

De acordo com o Instituto Socioambiental (ISA), a área da TI Tubarão Latundê tem aproximadamente 117 hectares e fica no município de Chupinguaia. No local vivem cerca de 190 indígenas de três etnias: Aikanã , Kwaza e Nambikwara.

A área, que fica em área de fronteira, é alvo de ameaças de exploração de recursos, principalmente de madeira e garimpo.

Área da TI Tubarão Latundê — Foto: ISA/Maps/Reprodução

Área da TI Tubarão Latundê — Foto: ISA/Maps/Reprodução

G1

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento